• Domingo, 14 de agosto de 2022
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Ainda a refinaria de Pasadena


Quinta-feira, 3 de abril de 2014 - 16h13

Problemas sociais - soluções liberais
Liberdade política e econômica. Democracia. Estado de direito. Estado mínimo. Máxima descentralização do poder.


Não se questiona a capacidade de cisão da Petrobras na aquisição da refinaria de Pasadena. Se deveria comprar a refinaria ou construir outra no Brasil - para o qual os recursos são escassos - é um outro problema.


Os métodos de avaliação de uma empresa são variados. O mais utilizado é projetar seu fluxo de resultados líquidos e trazê-los ao valor presente. Descartando os valores a uma taxa desejada de aplicação.


Não se conhecem os procedimentos utilizados pela Petrobras na aquisição da refinaria: o que se discute é se a aquisição seria uma prioridade e se o seu valor se justificaria à época da aquisição. Evidentemente, se o valor da compra foi acima do que o mercado pagaria, isto indica que houve um "estímulo extra" para a aquisição.


A Petrobras, que até agora tinha ficado fora do noticiário policial, possivelmente vai ter que se explicar. O que, aliás, será ótimo para seus acionistas. Diretos ou imediatos, como somos todos nós.


Por Arthur Chagas Diniz



<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>

Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja

Facebook