• Segunda-feira, 14 de outubro de 2019
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Seleção para consumo alimentar de bovinos chega ao Brasil


Terça-feira, 12 de abril de 2011 - 09h53

Tecnologia desenvolvida no Canadá é trazida ao país pelo Rancho da Matinha, de Uberaba, MG, em parceria com a ABS-Pecplan. Nacionalmente conhecido pela genética nelore de alto desempenho produtivo, o Rancho da Matinha, de Uberaba, Minas Gerais, está agregando mais uma característica ao seu processo de seleção. Trata-se de característica de alto impacto econômico, conhecida no Brasil como Consumo Alimentar Residual (CAR), que mede a eficiência alimentar individualmente, permitindo a seleção dos animais superiores. Nos Estados Unidos e Austrália esta característica já vem sendo selecionada há alguns anos com resultados expressivos, tanto no aumento da capacidade de lotação de vacas nos pastos, quanto na redução dos custos de alimentação em confinamentos. Segundo Luciano Borges, proprietário do Rancho da Matinha, que vem a longo tempo acompanhando experimentos realizados em universidades americanas, bem como experiências de criadores naquele país, os ganhos econômicos com a seleção para eficiência alimentar são “extraordinários”. “Contudo, os altos investimentos necessários para realizar medições precisas podem ser obstáculo para que criadores brasileiros passem também a trabalhar esta nova característica”, afirma Borges. Segundo ele, a iniciativa pioneira da Matinha só foi possível devido a acordo de parceria firmado com ABS-Pecplan, e o investimento supera R$1,2 milhão de reais. O acordo de parceria prevê a importação de 16 unidades de cochos Growsafe suficientes para testar grupos de 128 animais, a cada 90 dias. O primeiro teste deverá ter início em junho, estendendo-se até setembro, quando terá início o segundo teste com mais 128 animais. “Como resultado imediato, já a partir de 2012 a ABS poderá disponibilizar aos seus clientes o benefício econômico da utilização de sêmen dos touros Matinha, identificados como superiores para esta característica”, informa Borges. O sistema Growsafe, reconhecido como o mais avançado e seguro para medir o consumo alimentar bovino, foi desenvolvido no Canadá e tem sido largamente utilizado nos Estados Unidos. Trata-se de um sistema totalmente automatizado, que mede eletronicamente o consumo individual dos animais em teste, com precisão de um segundo. Os testes na Matinha serão acompanhados via internet, em tempo real, tanto no Canadá como nos Estados Unidos. Para Luciano Borges as grandes diferenças de consumo alimentar que tem sido verificadas, chegando muitas vezes a 40%, deixam clara a dimensão dos resultados econômicos que a experiência irá propiciar à pecuária brasileira. O pecuarista salienta que, para a obtenção de resultados confiáveis, é necessário que as medições sejam precisas, feitas em testes individuais cientificamente desenhados e cuidadosamente executados. Para o perfeito funcionamento do GrowSafe, é ainda necessária infraestrutura específica na fazenda, incluindo internet wireless, já que os dados são transmitidos em tempo real para o computador que faz as análises. Os animais são identificados com um brinco. Fonte: Globo Rural Online. Por Sebastião Nascimento. 11 de abril de 2011.
<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>
Buscar
Scot - Facebook Leite
 
Scot - Facebook Scot - Twitter Scot - Youtube Scot - Instagram Scot - Rss Scot - Linkedin

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos



TV Scot

Podcasts



Loja

Facebook





  • Copyright 2019, Scot Consultoria, Rua Coronel Conrado Caldeira, 578 • Bebedouro - SP - Brasil - 14701-000 | +55