• Sábado, 25 de junho de 2022
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Aumento da produtividade do leite em 2009


Sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009 - 10h56

Estimativas do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) indicam redução dos preços dos lácteos em 2009, diminuição do rebanho leiteiro em alguns países e recuo da rentabilidade dos produtores em consequência à demanda mais fraca no mundo. Mas mesmo com a ligeira diminuição no rebanho leiteiro entre 2008 e 2009, o USDA estima que a produtividade da atividade deve melhorar em alguns países, principalmente em função da diminuição dos preços dos alimentos no decorrer do ano. REBANHO Nos Estados Unidos, com a perspectiva de menor rentabilidade com a atividade leiteira em 2009 por conta dos preços em queda, o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos espera que o rebanho leiteiro daquele país diminua modestamente em 2009, para cerca de 9,2 milhões de cabeças (queda de 0,7% em relação a 2008). Por país, o maior crescimento do número de vacas em lactação deve ocorrer na China, com aumento de 5,0%, alcançando 9,66 milhões de animais. Na Nova Zelândia, a perspectiva também é de aumento no número de vacas em lactação. O número de animais deve crescer 3,93%, chegando a 4,36 milhões de cabeças. Na Austrália as vacas em lactação também devem aumentar. Estima-se alta de 2,9% entre 2008 e 2009, atingindo 1,78 milhão de cabeças. Já no Brasil, a perspectiva de aumento do número de vacas em lactação é mais discreta: crescimento de 1,9%, chegando a 17 milhões de animais. Veja na tabela 1 o número de vacas em lactação em 2008 e 2009 nos principais produtores de leite do mundo e a variação no período. No mundo, a perspectiva é que o número de vacas em lactação em 2009 cresça cerca de 0,5%, totalizando 128,18 milhões de cabeças. PRODUÇÃO E PRODUTIVIDADE Em nível mundial, a produtividade do leite também deve crescer em 2009. Em média, o aumento estimado é de 1,1%. O maior crescimento na produção de leite por vaca ocorrerá em Taiwan, seguido pelo Brasil. No entanto, no Brasil, a produtividade é muito pequena se comparada a outros países como os Estados Unidos, por exemplo. As vacas norte-americanas devem produzir, em média, cerca de 25,72 quilos de leite ao dia em 2009. Em média, a produtividade de leite no mundo é de cerca de 9,5 kg/leite/vaca/dia, estando o Brasil 48% abaixo da média mundial e 81% abaixo da produtividade dos Estados Unidos. Entretanto, a pior produtividade é observada na Índia. Neste país, apesar de o rebanho de vacas em lactação ser 1,6 vezes maior que o da União Européia, por exemplo, sua produção de leite é 3 vezes menor. Por mais que os preços mais baixos dos alimentos ajudem, a discrepância entre os países na produtividade do leite deve continuar forte em 2009.
<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>
Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja

Facebook