• Quinta-feira, 30 de junho de 2022
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Mercado em alta anima produtores de leite


Sexta-feira, 26 de março de 2010 - 10h53

A maior concorrência pelo leite fez o preço subir em praticamente todas as praças. Os reajustes para os produtores variaram de 1,6% em Pernambuco a 15% no Pará. SUDESTE E CENTRO-OESTE Em Minas Gerais o leite subiu 7,3% no pagamento de março, que remunera a produção de fevereiro. Em média, o produtor recebeu R$0,699/litro, 17% acima do verificado no mesmo período de 2009. Nas regiões Leste e Norte do estado, depois de quase um mês de estiagem, voltou a chover melhorando a qualidade do capim. Mesmo assim a oferta de leite ainda é baixa. Em São Paulo, as recentes altas têm animado os produtores. O preço do leite subiu, em média, R$0,05/litro (7%) no acumulado de 2010. A menor oferta de leite com a proximidade da entressafra acirra a disputa entre os laticínios. Ainda, o período de secagem das vacas para a parição colabora para diminuir a disponibilidade de leite para a indústria. Em março, o produtor paulista recebeu, em média, R$0,727/litro, o maior valor médio verificado no país. Os custos em baixa, principalmente no que diz respeito à alimentação, dão mais ânimo aos produtores. No Centro-Oeste a situação é semelhante. Em Goiás, o aumento no preço do leite foi de 7,4% em relação ao pagamento anterior. Os atuais valores estão 2% acima da média nacional (figura 1). Para o próximo pagamento, a ser realizado em meados de abril, a expectativa é de alta em praticamente todas as empresas consultadas. SUL No Paraná, o preço médio do leite reagiu 8,1% no pagamento de março, ultrapassando os R$0,70/litro. O preço máximo ao produtor chegou a R$0,78/litro no estado. A queda na produção em fevereiro foi unânime, deixando o mercado mais ajustado no que se refere à oferta de leite. Em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul os preços reagiram 3,3% e 6,3%, respectivamente. NORDESTE E NORTE No Nordeste, a estiagem repercutiu em queda da produção e aumento de preços. Na Bahia, o leite subiu 2,8%. No Maranhão, a alta foi de 3% em relação ao pagamento anterior. Apesar disso, o leite segue cotado abaixo de R$0,50/litro (preço médio). Na região Norte, destaque para a alta de 15% no Pará.
<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>
Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja

Facebook