• Domingo, 3 de julho de 2022
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

A volatilidade despencou


Quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009 - 16h04

Depois das quedas recentes, que levaram o preço do boi gordo em São Paulo de R$85,00/@ para os atuais R$82,00/@ a prazo, o mercado tem andado de lado. O indicador ESALQ à vista fechou a segunda semana de fevereiro em R$80,82. No dia 8/02 estava em R$80,92, uma alta de apenas R$0,10/@, motivada apenas pela taxa de juros de 30 dias, já que o Indicador a prazo do dia 13/02 valia R$81,84/@, exatamente o mesmo valor do indicador a prazo do dia 18/02 (para quem não sabe, o CEPEA/ESALQ apura os preços a prazo em São Paulo e os ajusta, para chegar nos valores à vista, por uma taxa de juros mensal. Assim, mesmo que o preço a prazo seja o mesmo, se a taxa de juros variar, o indicador à vista também varia). Essa “parada técnica” nas oscilações do indicador trás algumas conseqüências para o mercado futuro, que também tem oscilado menos e sem uma tendência bem definida, fazendo com que a volatilidade caia fortemente. Observe na figura 1 a evolução da volatilidade do Índice ESALQ à vista e dos contratos de mai-09 e out-09. Repare como após uma alta consistente até janeiro, as volatilidades recuaram fortemente. O contrato de out-09, que se encontra praticamente travado entre as máximas de R$83,00/@ e a mínima de R$80,50 desde o começo do ano, representa bem essa queda de volatilidade do mercado. Sem entrar em detalhes técnicos de como a volatilidade é calculada, seu acompanhamento é muito importante nos mercados futuros porque ela é um componente dos preços das opções de compra e venda. Dessa forma, quanto maior a volatilidade do contrato em questão, maior é o risco de movimentos abruptos de alta e baixa e, portanto, maior será o preço exigido para alguém vender uma opção. Dessa forma, pela lógica, essa queda de volatilidade poderia ser aproveitada para se comprar opções, que teoricamente estão com seus preços mais baixos. Se as opções de venda no out-09 ainda não estão interessantes devido ao preço do contrato estar praticamente no mesmo patamar dos preços do mercado físico, uma boa alternativa pode ser a aquisição de opções de compra nesse contrato, ou até mesmo no contrato de mai-09, para aqueles confinadores que tenham interesse em garantir um preço máximo para sua reposição.
<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>
Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja

Facebook