• Domingo, 14 de julho de 2024
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Farelo de soja


Quinta-feira, 21 de dezembro de 2006 - 19h02

  • O farelo de soja, considerando a média do ano, fechou 2006 mais barato se comparado a 2005. Observe as variações na tabela 1.
  • De acordo com a Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove), a produção brasileira em 2006 deve ser de 21,70 milhões de toneladas. Em relação a 2005, a produção caiu 5,28%.
  • No mesmo período, segundo a Abiove, o consumo interno aumentou 4,77%. Aumento creditado à avicultura, suinocultura e bovinocultura. De acordo com o Sindicato Nacional da Indústria de Alimentos Animal (Sindirações), a produção de ração cresceu 2,5% em 2006. Abaixo das expectativas que apontavam para um crescimento de 10%, segundo a mesma fonte.
  • As cotações menores, apesar da diminuição da produção e do aumento da demanda, só foram possíveis graças à queda das exportações. Os números ainda não foram fechados, mas estima-se que, de 2005 para 2006, as exportações de farelo de soja tenham diminuído 10,72%.
  • O Brasil perdeu espaço, no mercado de farelo de soja, para a Argentina. Ao mesmo tempo, as exportações brasileiras de soja em grão aumentaram significativamente. A Lei Kandir, de 1996, concede isenção do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviço (ICMS) para empresas que exportam produtos agrícolas. Com isso, tem sido mais vantajoso exportar o grão, com a isenção do imposto, do que o produto industrializado. Um contra-senso.
  • Essa mudança do complexo soja, onde o Brasil passa de exportador de produtos industrializados para fornecedor de matéria-prima, é preocupante. Com o aumento da demanda pelo óleo de soja para a produção de biodiesel, a tendência é que cresça a produção de farelo de soja no País. Considerando que o Brasil utilize soja para 60% da produção de biodiesel estimada para 2013 (quando será obrigatória a adição de 5% de biodiesel ao diesel), a previsão é de aumento de 9,51 milhões de toneladas na produção de farelo de soja. Caso a suinocultura e a avicultura mantenham o crescimento dos últimos 5 anos, sobrará farelo de soja no mercado.
  • O Brasil precisará exportar, manter e ampliar os mercados internacionais para o farelo de soja, a fim de sustentar a atividade nos próximos anos.
    << Notícia Anterior Próxima Notícia >>
  • Buscar

    Newsletter diária

    Receba nossos relatórios diários e gratuitos


    Loja