• Sexta-feira, 23 de julho de 2021
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Interferência do governo no mercado do milho


Sexta-feira, 28 de abril de 2006 - 18h21

MILHO
A intervenção do governo na comercialização do milho em território nacional já trouxe sinais positivos ao mercado. Em algumas regiões houve aumento das cotações, em decorrência do ambiente mais ajustado. Mas a recuperação de preços foi discreta. Entretanto, mesmo com a "intromissão" do governo no mercado, novas pressões baixistas podem surgir no longo prazo, especialmente quando o milho produzido na safrinha começar a ser disponibilizado para a venda. De acordo com a Agrural, a safrinha de milho nesse ano deve atingir bons resultados. A produção da "safra de verão" também deve aumentar este ano. Apesar da menor área plantada em 2006, com redução de cerca de 3% em relação a 2005, a produção deve crescer em função do aumento da produtividade. A estimativa é que o volume de milho colhido aumente 22%. Mas alguns ajustes sobre essa tendência de produção podem ocorrer conforme o desenvolvimento da cultura em relação ao clima. Com isso, é bom não se animar demais. A tendência é que o mercado do milho continue pressionado.
SOJA
O mercado de soja passa por um momento crítico. Os preços estão baixos, esmagadoras estão deixando o País e a produção nacional continua quebrando recordes. A boa notícia é que as exportações estão crescendo este ano. E a expectativa é que as vendas externas atinjam 40,65 bilhões de toneladas métricas, entre o grão, o farelo e o óleo. Mas a proporção das exportações de grãos e derivados passa por algumas alterações. De acordo com a Secretaria de Comércio Exterior (Secex) e Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove) o volume exportado de soja em grão vem aumentando. Desde 2004/05, o volume embarcado de farelo de soja caiu quase 5,0% (considerando as estimativas para 2006/07). No mesmo período, as exportações do grão aumentaram 23,6%. E não é coincidência que muitas das grandes esmagadoras de soja estão fechando e investindo em outros mercados. Problemas de cunho tributário e logístico, além dos cambiais, têm dificultado a permanência dessas empresas no Brasil. É um bom sinal que as exportações de soja estejam aumentando, mas seria melhor se fossem em produtos industrializados, de maior valor agregado.


O Confina Brasil, expedição que promove o levantamento de dados da pecuária intensiva, já está na estrada. A meta em 2021 é mapear 40% do gado confinado no país. Siga o @confinabrasil no Instagram e acesse confinabrasil.com para acompanhar a expedição.


<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>