• Terça-feira, 16 de agosto de 2022
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

CPMI da carne


Quarta-feira, 7 de dezembro de 2005 - 13h45

Após a denúncia de cartel no ramo dos frigoríficos de bovinos pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) no início do ano, muito pouco foi feito. Agora, depois que o dono do Friboi, maior frigorífico brasileiro e segundo maior do mundo, assumiu a existência de cartel em uma conversa gravada sem o seu consentimento, foi possível angariar assinaturas suficientes, ou até mais do que o necessário, para instalar uma Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI). A vantagem da instalação da CPMI é a maior velocidade do processo, sem ser necessário entrar na fila dos que estão em andamento no Governo. Na conversa gravada, o dono do Friboi cita ainda que existe um financiamento do BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social) para assumir a dívida de um frigorífico concorrente. Essa informação deve facilitar a aprovação, pela Comissão de Agricultura da Câmara, do requerimento de suspender os financiamentos do BNDES voltados aos frigoríficos bovinos. A CPMI da carne entrará para o festival de CPMIs correntes no Governo. (LMA)
<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>
Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja

Facebook