• Quarta-feira, 10 de agosto de 2022
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Embarque de gado em pé volta a crescer


Terça-feira, 6 de setembro de 2011 - 16h46

Em agosto, o volume de animais exportados foi o segundo maior do ano Depois do fraco desempenho em julho, quando foram embarcados somente 16 mil cabeças de bovinos vivos, o menor resultado desde 2007, os embarques voltaram a crescer. Dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), mostram que, em agosto o Brasil exportou 32,4 mil cabeças. O volume representa um aumento de 102% na comparação com o desempenho de julho e figura como o segundo melhor resultado do ano, perdendo apenas para fevereiro, quando foram comercializadas 46 mil cabeças. O faturamento foi de US$37,8 milhões. “O resultado é positivo, mas ainda está abaixo do desempenho esperado para o período” aponta Alex Santos, da Scot Consultoria. O volume embarcado é 41% menor do que o registrado em igual período do ano passado, quando foram exportados 55 mil bovinos vivos. A receita foi 36% menor. O analista afirma, ainda, que as condições macroeconômicas continuam as mesmas, com a valorização do real interferindo na competitividade do setor, por isso, não há expectativa de recuperação expressiva até o final de 2011. De janeiro a agosto, o Brasil já exportou 238,6 mil cabeças de bovinos vivos, volume 43,3% menor que no mesmo período do ano passado. O faturamento totalizou US$255,8 milhões. Desse total, 97% dos animais foram exportados pelo Pará, e o restante pelo Rio Grande do Sul. A Venezuela foi o destino de 77% dos animais embarcados, 23% seguiram para o Libano. Fonte: DBO. Por Mônica Costa. 6 de setembro de 2011.
<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>
Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja

Facebook