• Sábado, 13 de agosto de 2022
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Boi Gordo : Pecuaristas resistem e cotação da arroba não recua


Domingo, 23 de janeiro de 2011 - 20h04

Apesar da sustentação do preço, mercado de reposição segue lento Panorama da semana traçado pela Scot Consultoria, mostra que apesar das tentativas dos frigoríficos de baixar os preços, os pecuaristas têm mantido a resistência. Em São Paulo, as escalas de abate atendem, em média, 3 dias e ordens de compra abaixo de R$100,00/@, à vista, travam o mercado. No Rio Grande do Sul, a diminuição da oferta de gado, em função do clima adverso, fez as cotações subirem. Considerando a média das praças pesquisadas pela Scot Consultoria no estado, o boi gordo subiu 6,8% desde o início de janeiro. Apesar da sustentação do preço da arroba do boi gordo, o mercado de reposição segue lento. Segundo a consultoria, o maior volume de negociações, no curto prazo, deve ocorrer com o bezerro. Em São Paulo, apesar do poder de compra do recriador ter caído nas últimas semanas, a atual relação de troca, de 2,2 bezerros (7@) por boi gordo (16,5@) ainda é 13% melhor do que a média de 2010. Já a demanda por boi magro na praça paulista tem desanimado os invernistas. Com a cotação em torno de R$ 1200,00 por cabeça (Nelore 12@), o recriador deve aguardar por melhores preços do boi gordo no mercado futuro para investir na aquisição. Fonte: Portal DBO. 21 de janeiro de 2011.
<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>
Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja

Facebook