• Quarta-feira, 29 de junho de 2022
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Inflação do produtor é mais elevada que a do consumidor


Terça-feira, 1 de julho de 2008 - 10h01

A inflação no campo está superior à da cidade, segundo levantamento da Scot Consultoria. A inflação no campo está superior à da cidade. Segundo levantamento da Scot Consultoria, os reajustes aos pecuaristas estão superiores aos índices oficiais. Os produtores de gado de corte e de leite têm perdido renda para a inflação e, por outro lado, os acréscimos verificados ao consumidor também estão abaixo dos verificados nos custos. Na prática, o custo da atividade está superior ao aumento do custo de vida do brasileiro. No acumulado de 12 meses, segundo o estudo, o maior aumento nos custos ocorreu na pecuária de corte: 45,67%. No mesmo período, a inflação somou 13,64% (IGP-DI) e o reajuste médio da carne ao consumidor ficou em 24%. Apesar disso, o produtor conseguiu ganhar mais que o acréscimo no custo: 47,34%. "Mas é importante ressaltar que durante muito tempo o pecuarista amargou preços baixos", ressalva Maurício de Palma Nogueira, analista da Scot Consultoria. Para a pecuária leiteira, os reajustes também estão superiores aos índices oficiais. Em 12 meses, os custos da produção aumentaram 27,11%. Mas o produtor teve um acréscimo inferior: 14,26%. Por sua vez, para o consumidor, os preços caíram 18% - no caso do longa-vida - e subiram para os queijos (25%). No caso do longa-vida, é importante ressaltar que no ano passado chegaram a valores de R$2,00 o litro, por isso houve a redução. Fonte: Gazeta Mercantil. Caderno C. Por Neila Baldi. 01 de julho de 2008.
<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>
Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja

Facebook