• Quarta-feira, 10 de agosto de 2022
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Reposição de bezerros continua difícil para pecuarista


Segunda-feira, 5 de abril de 2010 - 14h35

Com boas pastagens, criador segura bezerros e pressiona valorização O mercado do boi tem apresentado uma franca recuperação em 2010, com alta acumulada neste ano de 6%. Já a falta de bezerros para reposição motivou valorização do animal com 12 meses em 13% neste período. Para o zootecnista Gustavo Aguiar, da Scot Consultoria, a diferença entre boi e bezerro fica evidente quando é feita a troca. A relação caiu 5,9% desde janeiro. “Quando o abate de fêmeas atingiu o pico nos anos de 2005 e 2008, a expectativa inicial era que o mercado recuperasse a falta de bezerros neste ano, a partir de abril, mas na prática isto não está ocorrendo”, observa o zootecnista. O principal motivo para a falta de bezerros de reposição no mercado é a baixa oferta, já que o pecuarista está especulando o preço, garantido por pastagens de boa qualidade encontrada ainda nesta época. “O pecuarista que tem bezerro disponível está tranquilo, com poder de negociação grande e não está se desfazendo do animal por qualquer preço”, comenta Aguiar. Segundo o consultor da Scot, existe a perspectiva do produtor soltar mais tardiamente a bezerrada quando começar a entressafra, com a falta de pastagens. “Este ano estamos observando um mercado incerto, onde a alimentação não chega a influenciar diretamente o descarte dos bezerros, pela oferta de pastagens e o baixo custo de outros componentes da dieta, como milho e farelo de soja”, calcula. “A tendência é que o mercado do boi mantenha-se aquecido e firme nos próximos meses e a comercialização de bezerros venha atrelada a isso. A curto e médio prazo não teremos surpresas com uma redução significativa no preço da arroba”, conclui Aguiar. Fonte: Campo News. Por Bruno Sales. 5 de abril de 2010.
<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>
Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja

Facebook