• Sábado, 13 de agosto de 2022
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Baixo custo com insumos torna confinamento atrativo


Segunda-feira, 5 de abril de 2010 - 14h33

Milho, sorgo, farelos de soja e algodão apresentaram redução de até 23% em relação ao período no ano anterior Os últimos meses tem sido favorável para o pecuarista que decidiu apostar no confinamento de bois. Os principais insumos que compõe a dieta do rebanho, como milho, sorgo, e os farelos de algodão e soja apresentam queda nos preços nos últimos meses. Segundo levantamento feito pela Scot Consultoria mostra que o farelo de soja foi o item que mais desvalorizou no comparativo com mesmo período de 2009. Foi uma queda de 22%, sendo que o farelo de soja serve como balizador de preços para os demais farelos “Hoje em São Paulo são necessárias 9,1 arrobas de boi para comprar uma tonelada de farelo de soja, ou seja 2,5 arrobas a menos que em março de 2009” lembra o zootecnista Rafael Ribeiro de Lima Filho, da Scot Consultoria. Já o sorgo segue o embalo da queda do preço do milho. Em São Paulo, a tonelada é comercializada por R$200,00, ou seja, 20% a menos que no ano passado. Segundo o levantamento da safra feito pela Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), o País deve colher 1,85 milhão de tonelada, 4,4% a menos que na safra 2008/2009. “A valorização do boi ultrapassou 4% em março, aumentando em 21% o poder de compra desde novembro de 2009. O pecuarista precisa agora de 2,6 arrobas de boi para comprar uma tonelada de sorgo”, calcula Lima Filho. Outro componente da alimentação bovina, o farelo de algodão, também apresentou uma melhora na relação de troca. No levantamento da Scot Consultoria, atualmente são necessários sete arrobas de boi para comprar uma tonelada do grão processado. Em novembro de 2009, esta relação era de 8,5 arrobas. A melhoria na relação de troca entre insumos, também pode ser aplicado para a pecuária leiteira, que apresenta um aquecimento do preço do leite antes da entressafra e utiliza mais insumos que o utilizado em confinamento para bovino de corte. Fonte: Campo News. Por Bruno Sales. 5 de abril de 2010.
<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>
Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja

Facebook