• Segunda-feira, 27 de junho de 2022
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Preço da carne deve ficar 20% mais alto


Quinta-feira, 14 de outubro de 2010 - 16h49

Consumo aquecido e falta de matrizes estão entre os motivos O preço da carne bovina começa a ficar mais caro nos açougues. O quilo dos cortes de primeira deve encarecer até 20% ainda neste mês. Em setembro, o quilo do acém já subiu 14,34%. A culpa dos aumentos é baseada em dois motivos: crescimento do consumo e falta de matrizes para abate nos frigoríficos. “Já fui informado pelos fornecedores de alta de 20% porque há falta de animais prontos para abate”, diz Márcio Luiz Ferreira, gerente do Açougue do Mercadão, localizado no Mercado Municipal, no Centro. Nesta quinta-feira, segundo apurou a reportagem junto a estabelecimentos na área central de Ribeirão Preto, o preço médio do quilo do contrafilé estava em R$16,90, contra R$13,90 do coxão mole e R$12,90 do patinho. Pecuarista Os preços também seguem trajetória de alta para o pecuarista. Levantamento divulgado nesta quinta-feira pela Scot Consultoria revela que a arroba (15 quilos) estava cotada em R$94,00 a prazo, livre de impostos. “O valor é 23,3% maior que no início do ano”, diz Hyberville Neto, médico veterinário da consultoria. Fonte: Jornal A Cidade. Economia. 14 de outubro de 2010.
<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>
Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja

Facebook