• Sexta-feira, 25 de junho de 2021
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Carta Insumos - O mercado de polpa cítrica em 2021


Segunda-feira, 17 de maio de 2021 - 11h00


No cinturão citrícola, que corresponde ao estado de São Paulo e às regiões do Triângulo Mineiro e Sudoeste Mineiro, a produção de laranjas está estimada em 268,63 milhões de caixas de 40,8kg na safra 2020/2021 (Fundecitrus).


Isso representa uma queda de 30,5% frente à safra passada (2019/2020), quando foram colhidas 386,79 milhões de caixas. Maior quebra de safra desde 1988, segundo os dados históricos da mesma instituição.


De acordo com as estimativas da Scot Consultoria, serão produzidas aproximadamente 0,9 milhão de toneladas de polpa cítrica nesta temporada.


Preços

Por tratar-se de um alimento energético, a polpa é uma alternativa ao milho na composição da dieta.
Com a quebra na safra de laranja e, consequentemente, no processamento, espera-se que a disponibilidade do produto seja menor e com preços mais elevados esse ano.


Na primeira quinzena de maio, a cotação média da polpa ficou em R$1.410,00 por tonelada em São Paulo, sem o frete, alta de 10,1% em relação ao fechamento de abril/21.


Os patamares mais altos de preços do milho este ano frente a 2020 também provocaram esse quadro de preços mais altos da polpa cítrica.


Na figura 1, apresentamos os preços da polpa cítrica peletizada e do milho em São Paulo em 2020 e 2021.


Figura 1. Preços médios da polpa cítrica peletizada e do milho em São Paulo, em R$/t, sem o frete.



 


*fechamento da primeira quinzena de maio
Fonte: Scot Consultoria


Relação de troca

Segundo levantamento da Scot Consultoria, na primeira quinzena de maio, em São Paulo, a cotação da tonelada de polpa cítrica está 31,7% maior que no mesmo período do ano passado.


Na mesma referência, a cotação do boi gordo subiu 19,7% no estado, fato que influenciou a queda no poder de compra. Em maio de 2020, eram necessárias 4,21@ de boi gordo para a compra de uma tonelada de polpa cítrica, atualmente, são necessárias 4,63 @, queda de 10% na relação de troca.


Em relação ao início do ano, o poder de compra caiu 2,7%, saindo de 4,51@ para 4,63@ de boi gordo, para a compra de uma tonelada de polpa. Veja na figura 2.


Figura 2. Evolução na relação de troca entre arrobas de boi gordo e tonelada de polpa cítrica.



*fechamento da primeira quinzena de maio
Fonte: Scot Consultoria.


Mesmo com a queda no poder de compra, o insumo ainda é viável, quando comparado ao milho. Portanto, se houver disponibilidade na região, a substituição de parte do milho na dieta pode ser uma alternativa interessante. Veja na tabela 1.

Tabela 1. Comparação de preço entre milho e polpa cítrica, custo da tonelada de matéria seca e nutrientes digestíveis totais (NDT) analisados, considerando a cotação da primeira quinzena de maio de 2021, em São Paulo.



Fonte: Scot Consultoria.


Considerações finais

Com a forte queda na produção de laranja e do processamento a expectativa é de menor oferta de polpa durante o ano e preços firmes. Mesmo durante a safra, há possibilidade de aumento nos preços para os próximos meses.


As incertezas na produção de milho segunda safra têm sustentado as altas nos preços do grão, fato que pode impactar no valor da polpa cítrica com a chegada do período de confinamentos, como já estamos observando no mês presente.





O Confina Brasil, expedição que promove o levantamento de dados da pecuária intensiva, já está na estrada. A meta em 2021 é mapear 40% do gado confinado no país. Siga o @confinabrasil no Instagram e acesse confinabrasil.com para acompanhar a expedição.


<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>