• Domingo, 7 de março de 2021
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Embrapa lança guia de utilização para sistemas silvipastoris


Segunda-feira, 11 de novembro de 2013 - 17h10

Zootecnista pela UENF – Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro.


A Embrapa lançou o Guia Arbopasto: manual de identificação e seleção de espécies arbóreas para sistemas silvipastoris.



Autores:


Ana Karina Dias Salman


Angelo Mansur Mendes


Carlos Mauricio Soares de Andrade


Dayanne Cristyne de Souza Moura


Giovana Fiorela Zamora López


Giselle Mariano Lessa de Assis


José Marlo Araújo de Azevedo


Luis Cláudio de Oliveira


Michelliny de Matos Bentes Gama


Rean Augusto Zaninetti


Renan Suaiden Parmejiani


Tadário Kamel de Oliveira


Wesley José Pontes Pereira


O guia descreve 51 espécies diferentes que ocorrem naturalmente em pastagens e traz duas modalidades de classificação: as que possuem melhores características para fornecimento de serviços, tais como qualidade da sombra, frutos, fornecimento de nitrogênio e as melhores árvores para produção de madeira. No total, foram avaliadas 15 características de cada espécie. 


Segundo o pesquisador da Embrapa Acre, Carlos Maurício de Andrade, um dos editores técnicos do Guia, "trata-se de um manual para ajudar o produtor rural a fazer arborização de pastagens, tanto para escolher as espécies a serem plantadas, quanto para manter as espécies que já ocorrem no pasto".


Foram catalogadas árvores de pastagens no Acre e em Rondônia, mas a maioria das espécies ocorre, também, nos outros biomas brasileiros, como mostra a tabela 1.


 


Trata-se de um guia de abrangência nacional e internacional. Isto, "pois nos países que fazem fronteira com o Brasil, encontram-se paisagens parecidas, como no Peru, Bolívia, Colômbia e Equador", declara Andrade. 


A arborização de pastagens é uma alternativa para diversificar a renda do produtor rural, oferecer mais conforto ao animal, melhorar a fertilidade do solo e aumentar a produtividade do rebanho.


Sistemas integrados de produção


Os sistemas silvipastoris integram árvores e pastagens para criação de animais e conferem maior sustentabilidade à atividade produtiva. Para o pesquisador da Embrapa Acre, Tadário Kamel, um dos autores do livro, o Guia Arbopasto pode ser um importante aliado para implantação desses sistemas. "Estudos já comprovaram os benefícios do uso dessas espécies listadas no Guia, tanto em sistemas de regeneração espontânea, como em sistemas em que as árvores são plantadas", afirma. 

Melhores espécies


Uma espécie que se destaca quanto ao fornecimento de serviços é o bordão-de-velho (Samanea tubulosa), árvore nativa, que ocorre principalmente na Amazônia e no Cerrado. "Em geral, as leguminosas, como é caso do bordão-de-velho, apresentam características interessantes devido a sua capacidade de fixar nitrogênio e arquitetura da copa, que permite passagem de luz solar adequada para o crescimento das gramíneas, dentre outros fatores", afirma Andrade. 

Para a produção de madeira, o parapará (Jacaranda copaia) se destacou. Árvore nativa que ocorre na região Norte, Nordeste e Centro-Oeste, essa espécie cresce rápido e a madeira tem um bom valor de mercado.


Guia Arbopasto em números


- 5 anos de pesquisa;
- 51 espécies avaliadas;
- 15 características pesquisadas de cada espécie;
- 10 mil quilômetros rodados;
- 100 propriedades rurais visitadas;
- 5 mil imagens coletadas;
- 345 páginas;
- 4 capítulos.


Colaborou Milena Zigart Marzocchi, zootecnista em treinamento pela Scot Consultoria. 



<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>

Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos



TV Scot

Podcasts



Loja

Facebook