• Domingo, 15 de setembro de 2019
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Agronegócio paranaense aumenta exportação em 43,0%


Terça-feira, 17 de maio de 2016 - 05h30

As exportações de produtos agrícolas no Paraná bateram um recorde histórico nos primeiros quatro meses de 2016. De janeiro a abril o agronegócio paranaense exportou 8,51 milhões de toneladas, ou 43,0% a mais do que no mesmo período de 2015, o melhor resultado registrado na série histórica do Estado desde 1997, segundo o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). As informações são do Sistema Faep.


O valor exportado, por outro lado, cresceu 13,0%, totalizando US$3,88 bilhões, com recuo dos preços médios de exportação de 21,0% no período. Os preços médios já haviam recuado em 2015, seguindo a tendência global de menores preços das commodities. O índice de preços da FAO para uma cesta de produtos alimentares segue abaixo dos preços de 2015, que por sua vez, seguem abaixo de 2014 e 2013. O incentivo para os produtos brasileiros é dado pela desvalorização da moeda nacional.


O agronegócio representou 80,0% do valor exportado pelo Estado no primeiro quadrimestre, gerando saldo comercial de US$3,43 bilhões, fundamental para que o saldo comercial paranaense encerrasse o período do lado positivo.


Exportações


O complexo soja registrou o maior valor exportado pelo Estado, crescendo 54,0% em volume e 30,0% em valor em relação a 2015. O Estado exportou 3,95 milhões de toneladas de soja em grãos, ou 74,0% a mais que no mesmo período de 2015. Este volume foi equivalente a 50,0% de toda soja em grão exportada pelo Paraná durante o ano de 2015.


O segundo grupo de maior valor exportado foi o de carnes, com crescimento de 6,0% no valor exportado e 22,0% no volume exportado, com destaque para carne de frango que atingiu novo recorde de volumes embarcados, com 520,00 mil toneladas exportadas. A carne bovina registrou maior crescimento no volume exportado, saindo de 5,30 mil toneladas em 2015 para 12,50 mil toneladas em 2016.


O terceiro maior complexo exportador foi produtos florestais, seguido pelas exportações de milho. Os embarques de milho totalizaram 1,20 milhão de toneladas, com crescimento de 96,0% em relação a 2015, apesar do recuo de 12,0% nos preços médios de exportação.


Importações


As importações no quadrimestre totalizaram US$447,00 milhões, com recuo de 11,0% em relação ao mesmo período de 2015. O principal complexo de importação foi o de cereais e farinhas, com o trigo no valor de US$25,60 milhões e volume de 147,90 mil toneladas, seguido do milho com importações de 110,30 mil toneladas provenientes da Argentina e Paraguai.


Fonte: Folha Web. 16 de maio de 2016.




O Encontro dos Encontros está chegando e acontece de 30/9 a 4/10 em Ribeirão Preto - SP. Todos os eventos – Encontro de Criadores, Adubação de Pastagens e Pecuária Leiteira – envolverão temas relevantes à pecuária sob a visão de grandes líderes do mercado. Para saber mais, acesse o site www.encontros.scotconsultoria.com.br ou ligue para (17) 3343-5111.


<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>

Buscar
Scot - Facebook Leite
 
Scot - Facebook Scot - Twitter Scot - Youtube Scot - Instagram Scot - Rss Scot - Linkedin

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos



TV Scot

Podcasts



Loja

Facebook





  • Copyright 2019, Scot Consultoria, Rua Coronel Conrado Caldeira, 578 • Bebedouro - SP - Brasil - 14701-000 | +55 17 3343 5111