• Quarta-feira, 29 de junho de 2022
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Será que chove?


Quarta-feira, 14 de setembro de 2011 - 11h23

O mercado do leite vive um momento de transição de entressafra para safra. A menor oferta de leite este ano é o principal fator de sustentação dos preços ao produtor. Questões climáticas e a ração cara colaboraram para isto. O pico de preço ao produtor parece estar próximo, mas vai depender de quando as chuvas virão em volumes regulares, capazes de promover a rebrota do capim. Para a rebrota das pastagens após o período seco do ano são necessárias chuvas de pelo menos 50-60mm. Isto considerando uma umidade do solo baixíssima como é o caso atual em muitas regiões. Mais do que isto, é importante uma regularidade no volume pluviométrico após o início das chuvas. Observe na figura 1, que considerando a média histórica, setembro é um mês que oferece condições para a rebrota das pastagens. A questão é que as precipitações verificadas no Centro-Oeste e Sudeste até então não chegaram a estes valores. Este fato pode comprometer a qualidade do capim, caso seja seguido por um período seco. Neste caso, as chuvas estimulam a rebrota, mas o crescimento é interrompido em função do meio não dar condições para a planta crescer, pois as chuvas não continuaram. Observe na figura 2 que os volumes em agosto deste ano para boa parte do Centro-Oeste, Sudeste, Norte e Nordeste estão abaixo da média histórica. Pensando na pastagem, é comum após as primeiras chuvas o pecuarista soltar o gado no pasto. Considerando o cenário citado, o tempo de rebrota e a qualidade deste capim podem ser afetados. Volumes acima de 50mm foram verificados apenas no Sul do país, onde, inclusive, os valores estão acima da média histórica. É importante destacar também a temperatura e luminosidade como fatores de extrema importância para o restabelecimento ou rebrota do capim. Neste caso, as baixas temperaturas e geadas verificadas em algumas regiões podem prejudicar a rebrota das pastagens. Com isso, pastagens de qualidade e em volume suficiente são esperadas para meados de outubro. Até lá o mercado do leite deve seguir firme.
<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>
Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja

Facebook