• Quarta-feira, 29 de junho de 2022
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Previsão para os próximos anos


Sexta-feira, 27 de junho de 2008 - 11h16

Um relatório elaborado pela FAO (Órgão das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação) e OECD (Organização para cooperação econômica e desenvolvimento), recentemente divulgado, traz algumas perspectivas para a economia mundial e comércio internacional de commodities agrícolas, incluindo os lácteos. ECONOMIA E POPULAÇÃO A economia mundial deve se manter firme no longo prazo, mesmo com a notável desaceleração da economia norte-americana. Neste contexto, o crescimento esperado para os países mais ricos no médio e longo prazo é cerca de 2,0% superior ao crescimento registrado atualmente. China e Índia continuarão tendo o crescimento mais pronunciado dentre os países em desenvolvimento. A dinâmica no crescimento da população e renda são importantes determinantes para o ambiente econômico global, afetando diretamente a demanda por commodities agrícolas. O crescimento da população na próxima década deve cair em relação à média dos últimos dez anos, para 1,1% anual, atingindo aproximadamente 7,4 bilhões em 2017. O maior crescimento é esperado na África (acima de 2,0% ao ano) enquanto na Europa, a população deve ficar essencialmente estável. PARA O SETOR Segundo o relatório, um dos pontos essenciais para as projeções é como a indústria láctea global irá reagir ao pico de preços verificado em 2007. Existe um consenso de que as indústrias do setor estão passando por uma reestruturação, onde as empresas que anteriormente davam maior importância à oferta de leite, agora estão se posicionando em relação à demanda por lácteos. Um movimento estratégico em resposta às modificações do mercado e aos desejos do consumidor. O crescimento relativo da importância da demanda é também explicado pela urbanização e crescimento na renda da população. As dietas estão se tornando mais diversificadas, o que inclui maior consumo de lácteos. Isso está encorajando um crescimento no mercado de lácteos e canais de distribuição do varejo. PRODUÇÃO E COMÉRCIO É na Índia onde a produção de leite deve crescer mais nos próximos anos. O país já é o maior produtor, sendo a demanda aquecida um forte estímulo para esta previsão de crescimento. Levado por um substancial ganho no campo, também é esperado um crescimento forte na produção de leite na China. Aliás, o crescimento da oferta de leite no mundo é uma das tendências mais fortes descritas no relatório. No entanto, o que poderá controlar o crescimento da oferta é o aumento dos custos de produção, provocados pelos altos preços dos alimentos. Com isso, a perspectiva é que os produtores busquem alternativas cada vez mais competitivas de produção a pasto. O aumento dos custos com transporte também fornecerá maior vantagem para as indústrias locais no médio e longo prazo. Outro ponto que poderá influenciar o comportamento do mercado mundial de leite são alterações nas políticas relacionadas à produção de leite, segurança alimentar, preocupações com o meio-ambiente, disponibilidade de água e competitividade por áreas de pastagem.
<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>
Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja

Facebook