• Sexta-feira, 1 de julho de 2022
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

México: Importação e desestímulo à produção


Sexta-feira, 30 de abril de 2010 - 10h18

O consumo de leite no México tem crescido mais que a produção, deixando o mercado dependente do comércio internacional. Em 2009, segundo dados da Secretaria de Agricultura, Pecuária, Desenvolvimento Rural, Pesca e Alimentação do México, foram produzidos 10,6 bilhões de litros de leite. O consumo foi de 15 bilhões de litros, fazendo com que as importações respondessem por 30% do consumo do País. Estes dados fazem do México um dos maiores importadores de lácteos do mundo. E os produtores mexicanos, insatisfeitos com a situação, buscam a auto-suficiência. INÍCIO DA IMPORTAÇÃO Até 1988 o México era fechado ao comércio externo. A partir de então, com a entrada do País na Organização Mundial de Comércio (OMC), através do GATT (Acordo Geral de Tarifas e Tabelas, sigla em inglês), as importações de lácteos tiveram início. Os preços atraentes do leite importado estimularam as compras, o que obrigou as indústrias mexicanas a melhorarem os processos de produção e desenvolvimento para continuar no mercado. O México importa produtos lácteos principalmente dos Estados Unidos (62,3%), por causa dos acordos comerciais, Nova Zelândia (17,3%), Uruguai (5%), Chile (3,5%) e Argentina (3,1%). O leite em pó tem a maior representatividade, com 32% de participação, seguido de queijos e soros, entre outros. PREÇOS DESESTIMULAM PRODUÇÃO A dependência do mercado internacional não tem estimulado o aumento da produção de leite. Os preços atrativos no mercado internacional não deixam espaço para altas no preço do produto nacional. As indústrias trabalham com valores próximos aos internacionais. Veja os preços na figura 1. Além disso, existe no México a forte presença de uma entidade do governo na compra do leite, a Liconsa. Sua política de preços estáveis ajuda a manter a regulação dos preços do leite no setor, uma vez que as suas compras são representativas. A função da Liconsa é garantir o fornecimento de leite aos programas sociais do governo. ESTÍMULO À PRODUÇÃO Existem movimentos de produtores buscando o apoio do governo para o estímulo à produção de leite, tentando a auto-suficiência. Segundo os líderes de um destes movimentos, existe potencial para o aumento da produção, resta o apoio do governo e o aumento do preço pago pela Liconsa. Para eles está difícil manter os pequenos e médios produtores na atividade.
<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>
Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja

Facebook