• Sábado, 2 de julho de 2022
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Preço do leite subiu no pagamento de março


Segunda-feira, 2 de abril de 2012 - 09h24

A concorrência pelo leite fez o preço ao produtor subir nos dezoito estados pesquisados pela Scot Consultoria. Os aumentos variaram de 0,5% a 8,0% no pagamento de março, que remunera a produção entregue em fevereiro. SUDESTE Em Minas Gerais o preço do leite subiu 1,9% no pagamento de março. O produtor recebeu, em média, R$0,843 por litro. Este valor é 10,0% maior na comparação com o mesmo período de 2011. Além da curva de produção em queda (pico de produção no estado foi em dezembro), a falta de chuvas prejudicou a produção de leite em algumas regiões. No mercado spot, o litro de leite foi negociado, em média, por R$0,90, posto na fábrica. Alta de 6,0% em relação a fevereiro. Foram verificados negócios em até R$0,95 por litro em março. Para o pagamento de abril, referente ao leite entregue em março, 48% das empresas pesquisadas acreditam em manutenção dos preços, enquanto 52% dos laticínios falam em alta para o produtor. Em São Paulo, o leite subiu 2,3%, ou R$0,02 por litro no pagamento de março. O preço médio para o produtor ficou em R$0,869 por litro, ou 6,6% mais na comparação com o mesmo mês do ano passado. Na região de Campinas, o produtor recebeu, em média, R$1,02 por litro, no caso do produto de melhor qualidade. O volume de leite captado caiu 7,4% no estado em fevereiro na comparação com janeiro. A expectativa é de queda na captação em março. Para o pagamento de abril, que remunera a produção de março, 53,0% dos laticínios apontam para alta de preço ao produtor. Os reajustes variam de R$0,02 a R$0,04 por litro. SUL No Sul, a produção de leite também foi menor em fevereiro. O preço pago ao produtor subiu 0,9% no Rio Grande do Sul, 1,6% no Paraná, e 1,9% em Santa Catarina. Para o próximo, a expectativa é de manutenção dos preços em 67% das empresas consultadas no Sul do país. Aproximadamente 11% das empresas apontam para alta ao produtor e 22% falam em queda. Em curto e médio prazos, o aumento da oferta de leite, em função das pastagens e culturas de inverno, pode refletir nos preços. Vai depender do clima.
<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>
Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja

Facebook