• Sábado, 13 de agosto de 2022
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Mais um mês de queda para o produtor


Terça-feira, 27 de dezembro de 2011 - 10h19

Além do aumento da produção de leite com a melhoria das condições das pastagens, os recuos de preços dos lácteos verificados no atacado e varejo colaboram para quedas no preço do leite ao produtor. SUDESTE E CENTRO-OESTE Em Minas Gerais as chuvas melhoraram as condições das pastagens. A produção aumentou e o preço do leite caiu 2,0% no pagamento de dezembro, referente à produção ode novembro. O produtor recebeu, em média, R$0,833 por litro. No Triängulo Mineiro as fortes chuvas recentes estariam dificultando o transporte do leite e causando perdas na produção em algumas áreas na segunda quinzena de dezembro. Em curto prazo não é esperado um grande aumento na produção individual, uma vez que o pico de produção já está se estabelecendo. Para o pagamento de janeiro a expectativa é de queda para o produtor. A produção deve seguir aumentando até janeiro/fevereiro, se estabilizando em março e caindo a partir daí. Queda também em São Paulo. O preço do leite caiu 3,7% em relação ao pagamento de novembro. Apesar disso, o preço vigente, de R$0,865 por litro, é 10,9% maior que o verificado no mesmo período de 2010. Em Goiás, a produção de leite aumentou em novembro, mas ficou estável em algumas regiões em dezembro. O aumento da oferta somado a menor demanda fez o preço do leite cair 2,5% no estado no pagamento de dezembro. Quedas na produção são esperadas a partir de março/abril do ano que vem. NORDESTE No Nordeste a produção está aumentando com as chuvas. Os pastos estão melhores. O preço do leite caiu 0,3% na Bahia, 0,5% em Alagoas, mas subiu 1,2% em Pernambuco e 1,0% no Ceará. Para o próximo pagamento, a expectativa é de queda para o produtor. SUL Na região Sul do Brasil, a situação em termos de captação está mais complicada no Rio Grande do Sul. Alguns laticínios gaúchos captaram até 10,0% menos leite que o previsto nos últimos quinze dias. Com relação aos preços pagos ao produtor, houve queda de 1,5% no Rio Grande do Sul. O produtor recebeu, em média, R$0,773 por litro. Em Santa Catarina e no Paraná o preço do leite caiu, respectivamente, 4,1% e 0,6%. O preço médio ficou em R$0,758 por litro em Santa Catarina e R$0,798 no Paraná.
<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>
Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja

Facebook