• Quarta-feira, 10 de agosto de 2022
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Melhor oferta e os preços do leite ao produtor caíram


Quinta-feira, 3 de novembro de 2011 - 18h03

Ooferta de leite melhorou (ligeiramente) e a menor concorrência entre os laticínios fez o preço do leite ao produtor cair no Centro-Sul e Norte do país. A expectativa daqui para frente é de recuperação da qualidade e disponibilidade de capim. Consequentemente, a produção deve aumentar de forma mais expressiva nos próximos meses. SUDESTE E CENTRO-OESTE Em Minas Gerais o preço do leite caiu 0,8% no pagamento de outubro, referente à produção de setembro. O produtor recebeu, em média, R$0,878 por litro. A captação de leite aumentou em 36% das empresas pesquisadas e ficou estável em 47% delas (aproximadamente 50% do volume da amostra). A recuperação neste início de safra tem sido lenta no estado em função da baixa umidade do solo antes das primeiras chuvas. No mercado spot, o preço médio passou de R$0,98 por litro em setembro para R$0,92 na segunda metade de outubro. Uma queda de 7,4%. Para o pagamento de novembro (produção de outubro) a expectativa é de queda no preço do leite ao produtor. Os recuos devem ser tímidos neste primeiro momento. Em São Paulo, o preço do leite pago ao produtor em outubro ficou praticamente estável na comparação com o pagamento anterior. O preço médio no estado ficou em R$0,909 por litro. O mais alto no país. Para o pagamento seguinte, a expectativa é de queda entre R$0,02 e R$0,03 por litro para o produtor. No spot, os negócios em outubro ocorreram, em média, em R$0,96 por litro. Queda de 2,0% em relação a setembro. Para o próximo pagamento, 60,0% dos laticínios consultados (aproximadamente 75,0% do volume pesquisado no estado) apontam para queda do preço ao produtor. O restante fala em estabilidade. Em Goiás o cenário é semelhante. O preço do leite ao produtor caiu 0,8% com a chegada da safra. Recuos são esperados para o pagamento de novembro, que remunera a produção de outubro. SUL Na região Sul a produção deu sinais de melhora em setembro e primeiras semanas de outubro. É preciso considerar, no entanto, a retirada dos animais das pastagens de inverno nesta época para o plantio da safra de grãos. Este fato deve refletir na produção animal e na captação dos laticínios. No Rio Grande do Sul e no Paraná o preço do leite caiu aproximadamente 0,2% no pagamento de outubro, na comparação com setembro. Em Santa Catarina, o preço ficou praticamente estável.
<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>
Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja

Facebook