Scot Consultoria
www.scotconsultoria.com.br

Entrevistei um boi!

por Sergio Raposo de Medeiros
Segunda-feira, 30 de novembro de 2020 -14h00


Uma das maiores dúvidas de quem tem uma experiência exotérica é se a divulga para outras pessoas ou não, afinal há grandes chances de ser considerado doido. Provavelmente, eu deveria fazer isso, mas...bem, segue o texto e deixo o leitor fazer seu próprio julgamento se poderia ter deixado passar.


Tudo ocorreu, pois acordei cedo demais no hotel-fazenda em que passava férias. Só me restava, então, dar uma volta de reconhecimento no local em que chegara na véspera. Acabei, então, sem querer, por encontrar com o trabalho, ao me aproximar de um cercado onde serenamente pastejava um belo bovino.


Apoiei-me na cerca e contemplava a cena quando minha mente foi subitamente invadida pela lembrança de como há tanta desinformação a respeito desse animal. Num ato natural de desabafo, falei em voz alta: “Boi, você não imagina o quanto falam mal de você!”, obviamente, na expectativa que esse seria o ponto final da nossa conversa. Para minha surpresa ele me respondeu: “Eu sei!”.


Para me certificar que não era uma alucinação, segui conversando com meu improvável interlocutor. Fiz a pergunta se ele sempre falava com humanos. Ele disse que havia aprendido a falar fazia tempo, mas nunca tivera vontade de conversar, afinal, as únicas coisas que ele costumava ouvir de humanos que se aproximavam eram sobre aparência (“Como é gordo!”, “Como é magro!”, “Não parece com a Tia Lúcia?” etc.), sexo (“É uma vaca ou boi?”), raça (com quase 100% de erro) e, o que ele mais gostava, os “especialistas” em carne (“Carne boa é de boi cinza...”, “Esse boi só fica bom para colheita daqui uns 5 anos”, “Para ficar com a carne macia, não pode pegar vento na canela!” etc.). Comentou também que sempre percebeu uma estranha superstição humana: era comum alguns humanos, ao atravessarem seu piquete, tirarem a camisa de determinada cor e ficarem olhando para ele, aparentemente assustados com algo.


Agora, que surgia uma oportunidade para colocar a