• Sábado, 2 de julho de 2022
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

Mercado - insumos


Sexta-feira, 15 de outubro de 2010 - 10h34

HORMÔNIOS E MATERIAIS PARA A INSEMINAÇÃO A estação de monta chegou. Com isto a movimentação no mercado de insumos é grande, embora acredita-se que boa parte das vendas já tenha sido feita. As vendas de materiais para inseminação e hormônios para IATF (inseminação artificial em tempo fixo) este ano devem superar as de 2009, acompanhando o crescimento observado nos últimos anos. O preço do boi gordo em alta em plena saída de animais de confinamento e às vésperas do início da estação, quando os criadores planejam o manejo a ser adotado colabora com o investimento na atividade. Entre janeiro e meados de outubro o boi gordo em São Paulo subiu 23,3%. Em 2009, neste mesmo período o boi gordo caiu 8,0%. O preço do boi gordo sustenta o preço da reposição, que é o produto direto da cria, e também influencia o investimento a ser feito na estação. Tomando por base um bezerro desmama no Mato Grosso do Sul, por exemplo, o preço atual é 26,6% maior que no início do ano. É a segunda maior valorização no período desde 2003, atrás apenas da variação de 2008. A retenção de matrizes continua. No primeiro semestre, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) elas compuseram 36,3% dos abates, ante 39,6% no mesmo período de 2009. Temos boi gordo e reposição valorizados e retenção de fêmeas compondo um cenário otimista ao criador que pensa em investir. E tal cenário tem surtido efeito, com a boa movimentação observada até o momento.
<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>
Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja

Facebook