• Sexta-feira, 1 de julho de 2022
  • Receba nossos relatórios diários e gratuitos
Scot Consultoria

IFR – Índice de força relativa


Quinta-feira, 9 de abril de 2009 - 15h11

Já abordamos neste espaço que existem basicamente dois “tipos” de análise sobre o mercado, uma é a análise fundamentalista e a outra é a técnica. A análise fundamentalista se preocupa com os fundamentos do mercado, como oferta, demanda, sazonalidade, exportações, dólar, etc. A análise técnica se preocupa com o histórico dos movimentos do mercado, que são sempre expressos através de gráficos, daí seu nome também ser análise gráfica. A análise técnica (ou gráfica) pode ser extremamente extensa e complexa, com diversas teorias, recursos e nuances que podem muitas vezes resultar em interpretações conflitantes. O objetivo desta coluna não é entrar em detalhes sobre análise gráfica, porém existem alguns indicadores gráficos que são bastante simples e muito confiáveis para mostrar a situação atual do mercado, proporcionando uma visão mais abrangente de onde exatamente ele está. Um deles é o IFR. IFR é a abreviação de Índice de Força Relativa, que, através de uma série de fórmulas matemáticas expressas em uma escala de 0 a 100, mede a força de um movimento de alta ou de baixa de preços. Muito simplificadamente, quando o IFR está abaixo de 30, significa que o mercado está “sobre-vendido”, ou seja, o mercado caiu demais e o movimento de queda tende a perder força a partir desse patamar. Da mesma forma, quando o IFR está acima de 70, diz-se que o mercado está “sobrecomprado” ou subiu demais e é uma indicação que o movimento de alta tende a perder força. Se o IFR estiver entre 30 e 70 ele não é um indicador tão “confiável” da manutenção ou não, da força de um movimento. A figura 1 é o gráfico do contrato mai-09 do mercado futuro do boi gordo da BM&F. A linha em azul representa a evolução dos preços e a linha em vermelho representa a evolução do IFR entre os extremos de 30 (sobrevendido) e 70 (sobrecomprado). Repare que quando o IFR chegou próximo dos níveis de 30 e 70, ele indicou um sinal de reversão de tendências de preços. Um IFR de 30 denota uma tendência de que o movimento de queda tende a diminuir ou acabar, da mesma forma que um IFR de 70 denota uma tendência de que o movimento de alta tende a diminuir ou acabar. O IFR não é uma ferramenta disponível a qualquer pessoa e não é uma informação determinante para a compra ou venda de contratos, porém após grandes movimentos de alta ou de baixa ele pode ser um bom indicador sobre a possibilidade de reversão de tendência do mercado.
<< Notícia Anterior Próxima Notícia >>
Buscar

Newsletter diária

Receba nossos relatórios diários e gratuitos


Loja

Facebook